Esta planta é a primeira peça de um conjunto de onze desenhos, executados por José Carlos Magne, arquiteto ligado à Reforma, que tratam pormenorizadamente a remodelação da Couraça de Lisboa e os acessos à Alta, no âmbito da Reforma Pombalina da Universidade de Coimbra.

O limite inferior do mapa é a antiga Sé. Aparecem aqui representados o Laboratório Químico, o Museu de História Natural, a nova Sé e o Observatório Astronómico, edifícios construídos ou remodelados com projeto de Elsden.

A legenda aparece inserida em cartela, ladeada por duas figuras alegóricas: à esquerda a cidade de Coimbra, de cabeça torreada, com o brasão na mão direita, segurando, na outra, os estatutos da Universidade; à direita, a figura alegórica do rio Mondego, enquadrado pelo aqueduto de S. Sebastião.

Perfis da Couraça de Lisboa
MNMC 2305

A representação do alçado do Observatório Astronómico, segundo projeto de Elsden, que não subiu além do piso térreo, por abandono do projeto inicial, sugere que o desenho e o conjunto a que pertence são posteriores a 1777.