Relicário cilíndrico do séc.XIV que, originalmente apresentava uma riqueza ornamental e simbólica maior, como se encontra descrito no inventário da Sé de 1393. Infelizmente, a estrutura da peça ao nível da base, do nó, da haste e das placas frontais foi totalmente modificada em pleno séc. XVI, adulterando-lhe a leitura inicial. Contudo, o formulário gótico trecentista que enforma a estrutura superior do relicário, nomeadamente as placas laterais, onde se inscrevem os apóstolos S.Pedro e S.Paulo, a urna cilíndrica fenestrada, sobrepujada por um calvário, bem como as informações contidas nos diversos inventários e a descodificação da sua linguagem simbólica, contribuem, decisivamente, para a compreensão da forma e do sentido originais.