Pequeno tondo, certamente adquirido na Flandres pelo bispo de Coimbra, D. Jorge de Almeida, para o seu Paço, onde está instalado o Museu. O autor, Adriaen Isenbrant, era um dos mais reputados e prolíficos pintores da escola de Bruges nas primeiras décadas do séc. XVI.

O tema central – iconograficamente influenciado pelas virgens de ternura de tradição bizantina – recorta-se num fundo de paisagem, tratado como se fosse uma iluminura. O pormenor das figurinhas, dos elementos arquitetónicos e da flora, conjugados com a gradação de tons azuis e cinzentos da perspetiva atmosférica, conferem a esta pintura uma graciosidade singular que reforça a atitude do Menino, a acariciar o rosto da Virgem.