O pequeno retábulo da Rainha Santa Isabel, pode ser considerado o primeiro ex-voto português. Segundo documentos antigos, terá sido mandado fazer por Martin de Azpilcueta, o “Navarro”, professor de Cânones em Coimbra, entre 1538-1555, em ação de graças à Rainha por ter curado sua sobrinha Ana, freira de Celas, de uma paralisia dos membros inferiores. Na moldura, em forma de pórtico, louva-se Cristo pelo poder divino «muito benéfico» da Santa.

Com a Rainha em primeiro plano, representada de corpo inteiro, duas cenas de milagres à direita, e o perfil da Coimbra renascentista à esquerda, esta pintura– que estilisticamente se enquadra num período de transição entre o Renascimento e o Maneirismo – assemelha-se mais a uma iluminura do que a uma obra de cavalete.