De provável origem chinesa, este frontal de altar é bordado a ouro e seda matizada.
Duas cercaduras com animais fantásticos e hastes floridas envolvem o medalhão central, delimitado por aneis concêntricos floridos, no qual se representa a cena mitológica do "Rapto de Ganimedes por Júpiter". Esta peça decorava um dos altares do Mosteiro do Lorvão.