Os pares de leões exerceram frequentemente a função de suporte ou guardiães do templo. Colocados muito provavelmente na fachada principal do edifício de onde provêm, os leões deste capitel simbolizam Cristo Redentor. Assumem ainda o papel de justiceiros, dado que apresentam entre as patas uma figura demoníaca recebendo o castigo divino, para chamar a atenção dos fiéis para o tema da punição e do juízo final.