A par da escultura tumular e, possivelmente, anteriores à imaginária, são os capitéis de Celas.
Esta peça faz parte desse notável conjunto de capitéis historiados sem correspondente no panorama nacional. Notáveis pelo estilo e pela iconografia, apresentam cenas da vida de Cristo, da Virgem e dos Santos. Este exemplar, representando a descida do Espírito Santo sobre a Virgem e os Apóstolos, é uma peça invulgar pela policromia que ainda conserva e pela ligação estilística com as figuras esculpidas, em baixo-relevo, nas lápides funerárias produzidas pela oficina de Coimbra.
As figuras são de talhe rígido, com pregas direitas e pesadas, repetindo-se os rostos quase sem alterações.