O Museu Nacional Machado de Castro apresenta ao público, a partir do dia 18 de julho duas exposições:

Vieira da Silva na Capela do Tesoureiro dando a conhecer quatro obras da coleção Vieira da Silva, que serão comentadas por quatro personalidades da cultura portuguesa. Estará patente até 27 de julho.

Escrita Íntima: Cartas e Desenhos , mostra correspondência trocada entre Arpad Szenes e Vieira da Silva, na sua maioria desenhos e cartas íntimas deste casal de pintores, escritas num francês cheio de códigos e léxicos muito próprios. Estará patente até 17 de setembro.

Vieira da Silva era portuguesa e Arpad Szenes húngaro. As cartas que acompanham a exposição, escritas num francês, estrangeirado, revelam uma linguagem peculiar, com códigos e léxicos próprios. São documentos com um valor biográfico significativo que favorecem o conhecimento da personalidade de ambos e que ajudam à compreensão da produção artística, aqui apresentada.

As duas exposições são uma parceria do Museu Nacional de Machado de Castro, Fundação Inês de Castro , Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva, e Santander Totta.

Curadoria : Marina Bairrão Ruivo, directora do Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva.

As duas exposições apresentadas inserem-se 7º Festival das Artes, organizado pela Fundação Inês de Castro, em Coimbra.