Natural da Régua, onde nasceu em 1888, formou-se em Direito na Universidade de Coimbra que iria ainda conferir-lhe o grau de doutor em Letras, em 1935. Foi conservador do Museu Etnológico Português e do Museu Nacional de Arte Antiga, vindo a assumir a direção do Museu Machado de Castro em acumulação com a sua atividade de professor de História da Arte e Arqueologia. A morte prematura, em 1944, interrompeu uma carreira brilhante, indissociável do Inventário Artístico Nacional e da investigação de Conimbriga e do criptopórtico de Aeminium.