Pedro Dias nasceu em 1950 em Coimbra onde se licenciou e doutorou em História da Arte. Professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra dedicou-se desde muito cedo ao estudo e salvaguarda do património. Desenvolveu, a par do seu labor de docente e investigador, uma notável ação divulgadora da produção artística nacional e das relações entre Portugal e os outros países europeus.

Em 1984 tomou a direção do Museu Nacional de Machado de Castro que manteve até março de 1986. Este cargo inscreveu-se num quadro de atividade particularmente dirigida à valorização do património de Coimbra.